Feed

26 de jun de 2011

Como calcular a corrente de um motor trifásico?

Nesse pôster será demonstrado de forma objetiva como calcular a corrente de um motor assíncrono trifásico com rotor gaiola de esquilo.

O motor elétrico pode ser basicamente definido como uma máquina que transforma a potência elétrica fornecida em potência mecânica, essa potência mecânica é basicamente o torque gerado no eixo do motor.

É importante entendermos que existirão perdas inerente ao processo de transformação, dessa forma vamos ter duas potências, a potência elétrica na alimentação do motor e a potência mecânica que é medida na ponta do eixo, também conhecida como potência ativa. As perdas inerentes ao processo de transformação são quantificadas através do rendimento (n) dado em porcentagem do valor de conversão (n%). 



n% = (PMecânica / PElétrica) x 100%

A potência descrita na placa do motor é a potência mecânica, geralmente dada em CV (cavalo-vapor), que é equivalente a 735,5W.

Pela primeira Lei de Ohm, temos; 

I(Ampéres) = P(watts) x U(volts) 

Lembrando que essa expressão é dada para cargas puramente resistivas, onde os motores elétricos não se aplicam, temos que considerar o fator de potência do motor (cos ø), esse dado é obtido na própria placa do motor.

Também temos que obter o valor da tensão por fase, para isso basta multiplicar a tensão da rede elétrica por raiz de três (1,732). 

U = URede x 1,732

Levando em consideração todos esses fatores, a equação ficará expressa da seguinte forma;

I = P / 1,732 x U x cos ø x n 

Onde: 

I é a corrente do motor
P é a potência do motor em watts
1,732 x U é a tensão por fase do motor
n é o rendimento do motor em decimal (para obter basta dividir o valor em porcentagem por 100)
cos ø é o fator de potência

Um comentário: